Último registro foi ontem, quando um motociclista morreu carbonizado

O número de mortes na rodovia BR-163 em MAto Grosso do Sul caiu pela metade em comparação ao ano passado. Entre janeiro e novembro deste ano, foram registrados pela CCR MSVia, concessionária que administra a via, 30 óbitos.

O último registro ocorreu na tarde desta quarta-feira (7), no anel rodoviário de Campo Grande, onde um motociclista não identificado morreu carbonizado após bater em um caminhão e a moto que pilotava pegar fogo.

Em comparação ao mesmo período de 2017, os registros de morte caíram pela metade. Conforme a CCR MSVia, de janeiro a novembro do ano passado, foram 62 mortes em toda extensão da rodovia federal que corta Mato Grosso do Sul de norte a sul.

Outro caso recente com morte em acidente na rodovia foi em outubro, quando um menino de 5 anos de idade foi arremessado após o veículo capotar e morreu no local. O acidente envolveu o carro da família na região norte do Estado, entre os municípios de Pedro Gomes e Sonora.

A suspeita é de que o menino estivesse sem cinto ou fora da cadeirinha de segurança. O carro saiu da pista e capotou Com informações são do Correio do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here