Detran transfere 100 veículos para terceirizado

0
109

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) deu início, na tarde desta segunda-feira (11.2), ao processo de remoção dos veículos que serão transferidos para pátios terceirizados em Campo Grande.

Motos lotam o pátio do Detran.

De acordo com informações da gerente regional do Detran, Loretta Barbosa Figueiredo, 100 veículos já foram devidamente catalogados, fotografados e vistoriados para a transferência. São 51 carros e 49 motocicletas que deverão ser relocados em um prazo de aproximadamente 30 dias.

Os donos dos pátios credenciados receberão o valor fixo de R$ 150,00 a cada carro recebido e R$ 75,00 por moto que estão em transferência. Após o dia 15 de março, os carros apreendidos em operações de blitz também serão levados diretamente para os pátios terceirizados, e os proprietários pagarão diária de R$ 19,29 por carro e R$ 4,13 por moto.

“São veículos que já estão prontos para o próximo leilão e retirá-los dos pátios do Detran faz parte da nossa estratégia para dar agilidade e andamento aos futuros arremates. Além disso, a saída desses cem primeiros veículos vai agilizar a entrada dos caminhões cegonha para a retirada dos demais”, explica Loretta.

Segundo ela, esse é um trabalho minucioso e que precisa ser feito com bastante cautela para preservar as condições físicas dos carros e motos que serão retirados. “Essa é uma grande responsabilidade. Fazer a remoção sem prejuízos aos bens”, enfatiza.

Remoção de carros continua nos próximos dias.

Nesta segunda-feira, apenas dez veículos foram encaminhados para a empresa Autotran Transportes e Serviços Rodoviários Eireli, localizada na avenida Guaicurus, que tem capacidade para receber cerca de 30 mil veículos.

O trabalho de remoção continua nos próximos dias, conforme o cronograma de atividades. O custo com as transferências está a cargo da empresa credenciada, assim como a responsabilidade na segurança deles, e será acompanhada por funcionários do Detran. Outro requisito exigido pelo órgão foi que as empresas oferecessem monitoramento dos pátios 24 horas, com a utilização de câmeras e seguranças.

Vivianne Nunes 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here