Dia Municipal do Protetor de Animais

0
26

O vereador Veterinário Francisco Gonçalves de Carvalho (PSB) propôs um projeto de Lei para que o dia 10 de agosto seja reconhecido pelo calendário oficial de Campo Grande como Dia Municipal do Protetor de Animais. “Os protetores de animais são replicadores de amor. Muitas vezes mesmo sem condições resgatam, cuidam e na maioria das vezes arcam com as despesas de tratamento médico-veterinário desses animais chegam a brigar com familiares e se endividarem para proteger, dar cuidados médicos e principalmente amor incondicional”, explica o parlamentar.

Segundo o texto do projeto, fica reconhecido como serviço de utilidade pública os serviços desenvolvidos pelos protetores dos animais em prol de proteger, cuidar, conscientizar e resgatar animais em condições de vulnerabilidade, atendendo as exigências legais.

Ainda segundo a redação do projeto é considerado Protetor dos Animais toda pessoa física ou entidade sem fins lucrativos que desempenha, gratuitamente, por mais de dois anos atividades que busquem proteger,cuidar, conscientizar e resgatar animais em condições de vulnerabilidade.

Segunda a justificativa do projeto, os protetores de animais transformam-se em força propulsora que retira os animais em condição de vulnerabilidade das ruas e propicia o seu bem-estar, conscientizando a sociedade sobre a importância do cuidado com estes que visa à prevenção para com a saúde das pessoas. Ainda segundo a justificativa, a luta aguerrida dos protetores de animais é realizada sem quaisquer perspectivas de recompensas materiais.

A inspiração e proposição do presente projeto de Lei tem por objetivo fomentar, reconhecer e ampliar esta nobre atividade a fim de buscar a erradicação das doenças transmitidas pelos animais aos seres humanos que, muitas das vezes por desconhecimento permitem o abandono dos mesmos desconhecendo que doenças várias são por eles transmitidas e que podem causar danos, até irreversíveis, à saúde humana, tais como as fontes bibliográficas encartas no anexo deste projeto de Lei.

Diante dessa  missão voluntária, merece, ser reconhecida posto que a atividade beneficente desenvolvida por pessoas físicas ou jurídicas contribuem, significativamente, para a formação de uma população mais atuante e consciente de seu papel como agente de proteção, responsável e solidário e, sobretudo, suprem a lacuna deixada pelo estado e prestam relevantes serviços em benefício das pessoas de forma não onerosa.

Assessoria de Imprensa do Vereador 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here