Futuro governo de Bolsonaro não vai tolerar invasão de propriedades

0
843

A deputada Tereza Cristina (DEM) comentou, durante entrevista ao jornal O Globo, sobre a inclusão no Ministério da Agricultura do Incra, responsável pela reforma agrária. A Agricultura ficará aos cuidados da parlamentar a partir de 2019.

“O Incra já foi do Ministério da Agricultura no passado. Toda a parte fundiária, seja do pequeno ou do grande produtor, é o Incra que cuida. Agora, ele também cuida da reforma agrária, que é a compra de terras, a divisão delas e a emissão de títulos”, comentou.

Ela afirmou que “esta última parte não era feita. Nisso, o governo Michel Temer fez muito mais do que os 13 anos do PT, porque eles não tinham o interesse em dar o título. Me disseram que nós temos mais de 400 mil lotes irregulares que o Incra poderia tomar de volta”.

Segundo ela, “hoje temos no Brasil 160 mil pessoas querendo terras. Pode ser que não tenha lote no lugar em que eles querem, mas tem lote suficiente para colocar as pessoas e dar assistência técnica para fazer com que elas produzam”.

Quanto ao MST

Tereza confessou que inicialmente teve dificuldade com o movimento em Mato Grosso do Sul. “O MST é muito dividido. Lá no meu estado (Mato Grosso do Sul) tive uma relação no início um pouco tensa, mas depois virou uma relação de respeito, de ouvi-los. O que não pode é o MST tomar lote, invadir terra. Isso é muito ruim, e acho que nem precisa disso hoje”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here