Senadora Simone Tebet confirma que permanecerá no MDB

0
300

A senadora Simone Tebet (MDB) voltou a dizer que vai ficar no MDB, mas que busca mudanças na direção nacional do partido. Ela defende uma renovação, para saída de “caciques”, que segundo a parlamentar, estão atrapalhando o desenvolvimento da legenda. “Percebi que tinha senadores do MDB que estão ao meu lado, seria covardia sair agora”.

Simone disse que após sua posição contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL), quase foi expulsa da legenda, mas que percebeu que tinha apoio dentro da legenda. “Praticamente metade dos senadores também concorda que a legenda precisa de mudanças, o que me incentivou a ficar”.

Ela ressaltou que a “cúpula nacional” é bem diferente da base regional do MDB. “Aqui (Mato Grosso do Sul) temos um ambiente democrático, mas lá é diferente sendo dominado pelos caciques. Tive coragem de enfrentar esta situação, porque acredito que a legenda precisa se reencontrar com suas raízes”, disse Simone, durante reunião do diretório regional.

A senadora diz que conseguiu indicação para presidência da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) por apoio de outros partidos e não pelo MDB. “Também fui retirada da suplência da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) pela legenda, mas confio que vamos mudar o rumo em nível nacional”.

Direção regional – Simone também defendeu a permanência de André Puccinelli na direção do partido, até dezembro deste ano, quando está marcada a eleição. “Depois ele vai definir se permanece no comando, ou outras pessoas vão colocar o nome à disposição”.

Ela entende que o partido precisa buscar novas lideranças no Estado, para fortalecer as bases no interior e também na Capital. O deputado Renato Câmara (MDB) inclusive já colocou o nome à disposição, para disputar o comando regional em dezembro. Ele até sugeriu antecipar o pleito para os próximos meses, no entanto a questão não teve apoio da maioria do diretório. Com informações do Campo Grande News.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here