Jpeg

A diretora de Relações Internacionais da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) Connie McManus está na Cidade Universitária em Campo Grande. Acompanhada de Marilene Vieira e Gabriella Vieira, a diretora se reuniu pela manhã com os coordenadores de pós-graduações e de projetos da UFMS aprovados para o Programa Institucional de Internacionalização (Capes-PrInt). Foi recebida também pelo reitor Marcelo Turine, vice-reitora Camila Ítavo, pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação Nalvo de Almeida, chefe da Coordenadoria de Pós-graduação Márcia Espejo e o assessor da Reitoria Edson Cáceres.

Segundo o pró-reitor, a visita tem como objetivo a transmissão de orientações para o início do programa Capes-PrInt na UFMS. A Universidade foi uma das 36 Instituições de Ensino Superior selecionadas entre 108 inscritas.

De acordo com a diretora, o intuito do programa é promover a internacionalização para a melhoria da qualidade do ensino e principalmente da pesquisa em cada instituição. “É um programa novo que traz mudanças na maneira que a Capes financia a pós-graduação e a pesquisa, em particular no que tange à internacionalização. Quando se muda surgem muitas dúvidas, por isso estamos aqui”, explicou.

Na reunião com os coordenadores Connie McManus sinalizou também que a realização do PrInt pode dar início a mudanças mais amplas no financiamento da Capes. “Pode ser o primeiro passo para flexibilizarmos as outras modalidades de bolsas dentro da diretoria. Darmos mais autonomia, mas também mais responsabilidades às Universidades, conseguirmos mais visibilidade aos investimentos que são feitos e que causam impacto na sociedade, que têm relevância para seu desenvolvimento”, disse.

Programa

Conforme o portal da Capes o PrInt “apoia a construção, implementação e a consolidação de planos estratégicos das Instituições de Ensino Superior selecionadas, nas áreas do conhecimento por elas priorizadas, estimulando a formação de redes de pesquisas internacionais para aprimorar a qualidade da produção acadêmica vinculadas à pós-graduação”. Como resultado prevê o aumento da competitividade e visibilidade da produção científica do País.

Ariane Comineti

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here