Durante fiscalização fluvial no rio Sucuriú, nas proximidades de uma região conhecida como Rancho do Gretel, na operação Semana Santa, Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas prenderam três pescadores, de 33, 46 e 61 anos, que pescavam com petrechos de pesca ilegais do tipo redes.

A equipe localizou os infratores anteontem (20) à tarde em uma embarcação, no momento em que armavam duas redes de pesca (petrecho ilegal), medindo 900 metros no rio. Os pescadores iniciavam a pescaria e não tiveram tempo de capturar nenhum pescado. Um barco, um motor de popa e as redes foram apreendidos.

Os infratores, residentes em Três Lagoas, receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. Eles também autuados administrativamente e multados em R$ 2.900,00 cada um.

Fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, dos petrechos proibidos de pesca como esses retirados e apreendidos pelos policiais. Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto. Com informação da Assessoria de Comunicação da PMA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here