A delegada adjunta da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Jennifer Estevam de Araújo, disse ao TopMídiaNews que a polícia já identificou o motorista de aplicativo que teria estuprado uma mulher de 22 anos, no dia 12 de maio, em Campo Grande.

Negociações são realizadas com o advogado de defesa do suspeito, que será ouvido na próxima semana. De acordo com a delegada, ele é acusado de deixar a jovem embarcar por engano no veículo, já que a corrida não a indicava como passageira no aplicativo do mesmo.

A jovem relatou aos policiais que saía de uma festa às 4 horas, em um buffet, e um amigo teria solicitado a corrida por meio de aplicativo. Ela entrou no carro e, em seguida, foi avisada pelo amigo que teria entrado no carro errado.

A vítima disse que o condutor apagou a rota que aparecia no aplicativo. Assim, ela indicou o caminho de casa para o mesmo, que duas quadras antes do destino final, parou o carro, beijou a mulher à força e a estuprou dentro do veículo.

O caso foi registrado na Deam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here