Os cerca de 500 alunos do 9º ano e Ensino Médio da escola estadual Joaquim Murtinho, no centro de Campo Grande, acompanharam a palestra da psicanalista Viviane Vaz sobre abuso e exploração sexual infantil. A atividade, realizada na quarta-feira (22), faz parte das ações da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS) na Campanha Maio Laranja para conscientização, prevenção, orientação e combate a crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes.

Psicanalista Viviane Vaz explica como identificar situações de abuso

A psicanalista abordou os direitos da criança e do adolescente e explicou aos jovens como identificar situações de abuso. “O abuso não é normal, ninguém é obrigado a permitir que outra pessoa faça algo, com seu corpo, que você não queira. Valorizem-se e cuidem da mente”, explicou a profissional, fundadora do projeto Nova, que atende vítimas de abuso e exploração sexual. Viviane também orientou os alunos a procurarem ajuda de profissionais capacitados para lidar com casos de abuso.

Autor da Lei 5.118, de 26 de dezembro de 2017, que instituiu o Maio Laranja em Mato Grosso do Sul, o deputado Herculano Borges (Solidariedade) falou da importância da participação do Legislativo nesse tipo de atividade. “A Casa de Leis tem uma participação muito importante nesse tema, pois é uma facilitadora dessas ações que visam coibir o abuso sexual de crianças e adolescentes”, explicou Borges, propositor da palestra e 2º secretário da Casa de Leis. Segundo o parlamentar, municípios sul-mato-grossenses têm endossado ações para municipalizar a Lei do Maio Laranja e ampliar o combate aos abusos. “Sete municípios já adotaram a lei, outras cidades começaram a tramitação para municipalizá-la. Nós queremos enraizar essas atividades nos legislativos municipais também”, afirmou.

Em 2019, a campanha Maio Laranja foi lançada oficialmente pela ALMS e o Governo do Estado no dia 10 de maio (confira a matéria aqui). Além disso, a Casa de Leis sediou audiência pública sobre o tema. Um documento com as propostas ouvidas durante o evento será elaborado para elencar as diretrizes para combate ao abuso e à exploração sexual infantil (veja aqui a matéria na íntegra sobre a audiência).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here