A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) está realizando levantamentos para a finalização de um plano de ajustes e melhorias na operação da linha de transporte intermunicipal Ladário-Corumbá. O objetivo é ajustar condições que ao longo do tempo influenciaram na execução do serviço. As adequações deverão incluir alteração do esquema operacional, e ter como resultado melhorias para os usuários.

Na última semana foi concluído um monitoramento presencial nos serviços da transportadora, com inspeção do percurso e da frota. A checagem detalhada das atuais condições de operação ajudou a definir uma relação de providências objetivas que precisarão ser adotadas pela Viação Canarinho, pela Prefeitura (considerando que a linha é executada simultaneamente como serviço urbano em Ladário) e a Agência Reguladora.

Uma das correções é o estabelecimento de um novo esquema operacional (trajeto, pontos de parada, horários), que está sendo estudado em conjunto entre a Agepan e a empresa, e que será levado ao conhecimento do Município antes de ser implantado. Paralelo ao novo esquema operacional, já estão determinadas e acordadas outras providências.

A concessionária precisará manter um serviço para tratar as reclamações dos usuários; implantar sistema de controle de ações preventivas de adequação e segurança da frota; manter plano de ações corretivas e emergenciais; dispor de equipe de manutenção, conserto e limpeza em número suficiente; e dispor de frota em quantidade adequada, inclusive com carro reserva.

De acordo com tratativas já fechadas com a Prefeitura, o Município cuidará das melhorias nas vias, que incluem adequação em locais de desníveis e em locais que servem aos pontos de embarque e desembarque.

Além de fiscalizar e monitorar o cumprimento das determinações à transportadora, acompanhar as ações da Prefeitura, e finalizar e elaboração do novo esquema operacional com a empresa, a Agepan pretende criar canais de relacionamento mais efetivo com os usuários para receber reclamações e prestar informações.

Gizele Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here