Em entrevista a rádio Jota FM, do Grupo Feitosa de Comunicação 103,7 FM, a presidente da Fundação de Cultura (FCMS), Mara Caseiro falou, na última terça-feira (17), sobre as ações da Fundação, como editais abertos e eventos a serem realizados. Como presidente estadual do PSDB Mulher, ela ressaltou a importância da mulher na Política e sua efetiva representatividade nos Legislativos federal, estadual e municipal. Enquanto presidente do Conselho Estadual de Direitos da Mulher (CED/MS), Mara disse haver muitas demandas do público feminino em áreas como Saúde e Assistência Social.
Ao radialista Nelson Feitosa, Mara afirmou que é interesse da Fundação de Cultura e do Governo do Estado, que todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul sejam agraciados com atividades culturais. “Nosso pensamento, bem como do governador Reinaldo Azambuja é a de que todos os municípios tenham acesso a eventos relacionados à música, cinema, teatro, dança, enfim, a todas as ações relacionadas à Cultura”.
Questionada sobre o Festival América do Sul (FASP) marcado para acontecer no período de 14 a 17 de novembro, em Corumbá, Mara comentou sobre os editais que estão abertos e que podem ser acessados no site da Fundação de Cultura: www.fundacaodecultura.ms.gov.br/editaisdafundacaodecultura. “Para a participação no 15° FASP, estão em aberto os editais de Entidades Classistas sul-mato-grossenses de Artesanato, da Galeria de Artes Visuais, de Atrações Artísticas Sul-Mato-Grossenses e dos expositores para o Espaço Economia Criativa”, informou.
Em relação à política, Mara Caseiro defendeu a obrigatoriedade de 30% das cadeiras das Casas legislativas serem destinadas às mulheres. Segundo ela, como a maior parte da população é formada pelo público feminino, nada mais justo que a representatividade nas Casas de Leis sejam maiores. “Ainda estamos num processo de evolução. As mulheres ainda estão em fase de conscientização da importância da política, por isso, defendo essa obrigatoriedade”, disse ela que, em seguida, enfatizou: “Nós mulheres precisamos de mais igualdade, justamente para defendermos nossos direitos, então, é por isso que faço um convite a todas as mulheres para que participem da nossa política e filiem-se no PSDB de suas cidades”.
Ainda na entrevista, Mara comentou da palestra “Saúde Afetiva” que ocorre na próxima segunda-feira (23), no diretório do PSDB, com a psicóloga Karina Brum. “Estamos vivendo uma época de muita violência, com pouca atenção às emoções e de muita angúsita, de muita ansiedade. Diante disso, convidamos a psicóloga Karina Brum para conversar com as mulheres sobre suas vidas, suas jornadas que muitas vezes sãos duplas, triplas. Será um momento muito proveitoso para todas que quiserem participar”.
Por fim, como presidente do Conselho Estadual de Direitos da Mulher, Mara Caseiro falou do trabalho do órgão na busca de soluções às demandas relacionadas a todas as mulheres. “O Conselho foi constituído para solucionar questões que envolvam a mulher, como saúde, violência doméstica, desemprego. Basicamente, nosso trabalho tem como objetivo garantir uma qualidade de vida melhor a todas. Inclusive, já temos encontro marcado com o secretário estadual de Saúde para tratar de situações voltadas à saúde da mulher”.
Setembro Amarelo
Aproveitando a ocasião, Mara Caseiro destacou a Lei 4.777, de sua autoria enquanto deputada estadual, e que instituiu a campanha do Setembro Amarelo no Estado. “A problemática que envolve o suicídio precisa ser discutida e ampliada no sentido de buscarmos sempre políticas de prevenção. Precisamos amar mais, dar mais carinho e ouvir as pessoas”, disse. Ela também fez um apelo: “Você que está depressivo, busque ajuda. A vida é maravilhosa e por mais que o problema seja difícil, a solução é possível. Confie em Deus!”, declarou.
Tavane Ferraresi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here