Derrotado, Sampaoli diz que árbitro e VAR travaram Santos

0
186

A desatenção defensiva custou caro ao Santos. Neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, o time perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0. O técnico Jorge Sampaoli reconheceu a superioridade do rival, mas reclamou bastante do árbitro Caio Max Augusto Vieira. Para ele, o jogo ficou muito truncado, o que dificultou a tarefa do seu time em buscar uma reação.

O primeiro gol atleticano saiu no minuto inicial do jogo, com Luan aproveitando um buraco no lado esquerdo da defesa – o jogo ficou parado por cerca de cinco minutos para verificação do árbitro de vídeo (VAR) de uma possível bola na mão do autor do gol. O segundo foi marcado por Leonardo Silva, de cabeça após cobrança de escanteio, aos 22 minutos. “Eles fizeram gol rápido e depois outro na bola parada. Neutralizaram e não conseguimos jogar”, afirmou o argentino.

A demora na tomada de decisões pela arbitragem tirou o treinador argentino do sério. Ao fim do jogo, ele foi reclamar do trabalho de Caio Max Augusto Vieira e foi advertido com o cartão amarelo.

“A arbitragem tem que ajudar o jogo a melhorar. A primeira consulta ao VAR demorou quase cinco minutos. Parece que precisam de um microscópio. Isso faz com que o jogo dure pouco. Isso, para mim, é lamentável”, reclamou Sampaoli.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here