Bandidos que investiram contra o carro-forte na manhã dessa segunda-feira (2) na MS-156, entre Caarapó e Amambai, não levaram dinheiro. A confirmação foi feita pela polícia. O grupo fugiu para o Paraguai.

O veículo da empresa de transporte de valores, a Brinks, foi atacado numa região considerada de “ponto cego”, sem sinal de comunicação. Em 2017 uma caso semelhante ocorreu, porém os bandidos levaram dinheiro.

Segundo a polícia, o grupo chegou a colocar explosivos na porta do veículo, porém, não conseguiram abrir. Os vigilantes que estavam no carro-forte correram e pediram ajuda em uma fazenda, sendo resgatados.

Os bandidos estavam em um Jeep Renagade, da cor branco, que entrou na frente do carro-forte. O grupo passou a atirar contra o veículo de transporte de valores. Após receber vários disparos, a maioria no pneu, o motorista parou o veículo às margens da rodovia e todos os ocupantes desceram e empreenderam fuga, no entanto, o carro-forte permaneceu fechado.

Como não conseguiram levar dinheiro, o Renegade foi incendiado. Para fugirem ao Paraguai, os bandidos interceptaram um C4, abandonando os passageiros na estrada. Conforme a polícia, o carro-forte saiu de Dourados e seguia com dinheiro para abastecer bancos na região sul do estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here