Os deputados estaduais definiram durante sessão plenária terça-feira (17) que as atividades da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul seriam restringidas internamente aos serviços essenciais por 15 dias.

O presidente da Casa de Leis, deputado Paulo Corrêa (PSDB) colocou a medida da Mesa Diretora para aprovação do plenário e anunciou que os deputados devem ficar “de prontidão”.

A Casa de Leis foi fechada para que deputados pudessem cooperar e diminuir o fluxo de trabalho de 1.100 funcionários e em torno de 50 mil pessoas que circulam mensalmente na ALEMS.

O parlamento sul-mato-grossense retomará às atividades normais a partir do dia 2 de abril (quinta-feira), informou o segundo secretário da Casa, deputado Herculano Borges.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here