Você está na linha de frente?

0
59

Mazão Ramires*

O meu tão sonhado 2020 caiu por terra em meio a uma pan­de­mia. Agradeço a Deus por contarmos com pessoas que estão arriscando suas vidas para cuidarem de todos nós. À turma da Linha de Frente, especialmente os médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde, nosso muito obrigado. Também os colaboradores dos mercados, supermercados, açougues, postos de combustíveis, segurança pública, motoristas de aplicativos e tantos outros, nossa gratidão pelo seu honrado serviço profissional em benefício da coletividade. Nossa gratidão a esse exército de homens e mulheres que se expõem para nos salvar, para nos cuidar, evitando o agravamento dessa pandemia que toma conta do país e do mundo.

Obrigado também a  Jesus Cristo, que tem nos convidado a ficar no quarto secreto com Ele, e por bater à nossa porta para entrar em nossa casa para cear conosco em nossa mesa.

Na minha rotina do dia, acordando, tomando meu mate amargo na mesa, com a Bíblia, fui levado a pensar e a agradecer a quem está na linha de frente nesses momentos difíceis que estamos atravessando.

Lendo os evangelhos de Jesus: “Havendo Jesus convocado os Doze, concedeu-lhes poder e completa autoridade para expulsar todos os demônios, assim como para realizarem curas.” (Lucas 9:1 BKJ)

Depois ler essa passagem fiquei assustado e com medo. Confesso!

No final do dia fui fazer exercícios e correr em torno de uma praça perto de casa, e na quarta volta ouvi um barulho muito forte. Imaginei logo que seria um acidente. Eram duas motos que se colidiram. Olhei de longe e falei comigo mesmo que não iria até lá. De uma certa distância torcia pela chegada urgente do Samu ou do Corpo de Bombeiros.

Antes deles já havia pessoas procurando ajudar. Os curiosos começaram a aglomerar no local. Foi então que uma voz me sussurrou: – Vá ver esse acidente! eu não queria acreditar naquela voz e ter que enfrentar aquele monte de gente aglomerada.

Além disso, em pleno período de risco de contaminação com o vírus Covid-19,  vi de longe, quase todas as pessoas do entorno, sem máscaras. Pensei que poderia ser contaminado, caso obedecesse à “voz”. Procurava me convencer de que instantes a ajuda adequada chegaria

Mas essa voz eu sabia de quem era.  Ela ecoava dentro de mim,  era o amigo Espírito Santo. Cedi à sua vontade e fui ao local do acidente, com muito medo, mais fui levado até o meio da aglomeração.

No local, a mulher de uma das motos, estava gritando com dores, “minha mão está doendo muito”, dizia. Então decidi: Seja feita a vontade de Deus. Fechei os olhos, apreensivo, contei de um a três e perguntei para a mulher: -Posso orar por você? Jesus irá curar sua mão. Então, coloquei minha mão sobre as mãos dela e comecei a falar com Deus. Percebi que tinha um casal atrás de mim que também passou a orar.

Instantes depois a acidentada ficou calma e já não gritava mais. Aguardou pacientemente a chegada do pronto socorro, que só aconteceu depois de 35 minutos.

Sai do local e fui para casa, pensando na importância dos os discípulos de Jesus estarem na Linha de Frente. Meu  pastor, um líder, a igreja, também estão na Linha de Frente. Todos estamos, principalmente quando intercedemos pelo próximo, mesmo no quarto, em oração para que esse vírus seja controlado e essa pandemia passe e voltemos à normalidade das coisas.

Nesta temporada de pandemia estamos sendo estimulados a colocarmos nossa FÉ em ação, guardando nossos corações dos pensamentos de tragédia, medo e notícias ruins que nos levam a negar o amor e a abraçar o medo. Encorajados para ser parte da Linha de Frente, dentro de casa, ou fora! Uma influência na sociedade para fazer o bem.

Obrigado a todos que estão na Linha de Frente! Juntos celebraremos a vitória.

Fotógrafo e publicitário

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here