A partir desta segunda-feira (25), data em que se comemora o Dia Nacional da Adoção, o Tribunal de Justiça, por meio da Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ) de MS, lança uma inovação tecnológica como parte da estratégia para não deixar os pretendentes à adoção sem atendimento: o Curso de Preparação à Adoção (CPA) on-line.

A proposta é um desejo antigo de magistrados que responderam pela CIJ e que está sendo implantada na gestão da Desa. Elizabete Anache, em razão do distanciamento social imposto pela pandemia do coronavírus, e será desenvolvida com apoio da Escola Judicial (Ejud-MS).

O Curso de Preparação à Adoção Nasce uma Família (EaD) é a continuação de um projeto iniciado em 2019 pela Desa. Elizabete Anache que, em parceria com os fotógrafos Alexis Prappas, Allan Kaiser, Beatriz Terra, Beto Nascimento e Leonardo T. Vieira, provocou debates e reflexões em todas as camadas da sociedade sobre o direito à convivência familiar com uma exposição de fotografias com o registro do cotidiano de famílias que tiveram suas vidas transformadas pela adoção.

De acordo com o projeto, as tutoras do curso serão a juíza Katy Braun do Prado, da Vara da Infância, da Adolescência e do Idoso da Capital, e a desembargadora aposentada Maria Isabel de Matos Rocha.

Os quase 250 participantes serão divididos em quatro turmas. Pela 1ª turma responderão Naura Clívia Ortiz Bernardo e Ioara de Moura Paranaíba Borges; a 2ª turma será atendida por Maria Zélia Santos Gonçalves e Rita Olinda Diniz Marques; a 3ª turma por Elisangela Facirolli do Nascimento e Luiz Fernando de Lima Alves, e a 4ª turma por Valirene Campos Schmitz Pereira e Vanderlice Insabral. Todos são assistentes sociais e psicólogos que atuam em varas da infância como técnicos preparados para tal responsabilidade.

O curso será realizado por meio da plataforma EaD da Ejud-MS, no período de 25 de maio a 23 de julho. Participam da iniciativa inovadora pretendentes das comarcas de Alcinópolis, Aquidauana, Caarapó, Camapuã, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Deodápolis, Dourados, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Jardim, Maracaju, Miranda, Nova Alvorada do Sul, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Sidrolândia, Sonora e Três Lagoas.

Importante lembrar que o curso preparatório para adoção é requisito essencial para quem pretende adotar. Desta forma, somente os pretendentes que obtiverem 100% de frequência no curso receberão o certificado e poderão dar início ao cadastramento para adoção.

A Desa. Elizabete Anache destacou o esforço dos envolvidos para tornar o CPA acessível na plataforma on-line e lembrou que muitas crianças e adolescentes estão à espera de uma família. “Adotar é acreditar que a história é mais forte que laços de sangue, que o afeto é mais forte que o destino”, disse ela.

A juíza Katy Braun do Prado pontuou a importância da preparação dos pretendentes para o êxito das adoções e celebrou a iniciativa da Coordenadoria, que encontrou uma maneira criativa de levar os interessados a refletirem sobre seus projetos adotivos, o que, além do propósito principal, vai trazer esperança nesse tempo de crise atual.

Conheça – No Brasil, o Dia Nacional de Adoção foi celebrado pela primeira vez em 1996, durante o I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção. A data tornou-se oficial por meio da Lei nº 10.447/2002, criada para se ter a oportunidade de reflexão e conscientização sobre da importância da adoção.

Anualmente, a data é marcada por ações e atos em todos os estados brasileiros para chamar a atenção da população sobre a adoção, mostrando que ainda existe um número alarmante de crianças e adolescentes à espera de uma família.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here