O município de Bonito não registrou nenhum novo caso de dengue na primeira semana de julho e durante todo o mês anterior, apenas um, dos sete casos notificados, foi confirmado para a doença. Nos dois primeiros meses deste ano, foram mais de 500 notificações e 453 casos confirmados.

Conforme Mariana Corrêa, diretora de Departamento de Vigilância em Saúde do município, os índices elevados do inicio do ano foram atribuídos a ausência de materiais necessários para combate ao Aedes aegypti, como o inseticida utilizado para o controle químico destes casos.

“O Estado não repassava desde Novembro de 2019, o que refletiu no ano seguinte, porém continuamos realizando os trabalhos de controle mecânico em toda a cidade, com a equipe de apoio montada desde 2017, que trabalha na remoção de depósitos que possam servir de criadouro e proliferação do vetor Aedes”, explica.

Outro aliado importante no combate ao mosquito em Bonito foi a UBV pesada (Fumacê), cedida pela Secretaria Estadual de Saúde em fevereiro. “No solicitamos o equipamento por conta do alto índice que atingimos de notificações, sendo prontamente atendidos. Paralelamente a isso, continuamos com nossos trabalhos de remoção de depósito pela equipe apoio, visitas rotineiras aos imóveis do município dos agentes de combate a endemias, realização de mutirão com apoio da Secretaria de Obras e agentes comunitários de saúde na região mais crítica da cidade. Todo este trabalho em equipe refletiu na queda do número de notificações a partir do final do mês de março se estendendo até o momento”, afirma Mariana.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here