A Prefeitura de Campo Grande planeja iniciar logo após o período eleitoral, a revitalização da Orla Morena.

 

Será a primeira reforma nesse parque linear inaugurado há 10 anos, que se estende desde a Avenida Júlio de Castilho até a Rua Plutão, acompanhando o antigo traçado da ferrovia.  A homologação da licitação está publicada no Diogrande, edição desta quarta-feira (21).

O projeto contempla a recuperação do calçamento, play ground (com substituição dos brinquedos), troca de equipamentos da academia ao livre, lixeiras. Será feita ainda aadequação do espaço para acessibilidade, com instalação de piso tátil e placas em braile, por exemplo.  O teatro de arena será adaptado para receber cadeirantes. Serão substituídas defensas, muretas de contenção, trocados os pisos petit pavet danificados, além de ser feita a recomposição das muretas de contenção.

Outras obras

Além da revitalização da Orla Morena, já estão com ordem de serviço assinadas várias obras de revitalização de espaços públicos. No Bairro Mata do Jacinto, está prevista a revitalização do campo, vestiários e implantação de uma academia ao ar livre. Já o Parque Florestal Antônio de Albuquerque, o Horto Florestal, um dos mais tradicionais espaços públicos da cidade, que se estende por 6 hectares, terá sua estrutura reformada.

O projeto prevê reforma geral das instalações,  incluindo biblioteca, banheiros, campo de bocha, reconstrução do orquidário, estrutura para abrigar uma base operacional da guarda – onde ficará o pessoal encarregado da vigilância patrimonial.

O programa de revitalização de espaços públicos contempla a Praça Elias Gadia e a do Bairro Guanandi, instalação  de 11 academias ao ar livre nos bairros Guanandi,  Estrela Dalva, Ana Maria do Couto, Paulo Coelho Machado, Jardim Batistão, Carandá Bosque, Jardim Panamá, Marçal de Souza e Jardim das Reginas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here