O diálogo e o planejamento são pilares que norteiam as ações de governo junto aos municípios na atual gestão estadual. Neste cenário o município de Rio Negro conquistou investimentos voltados as áreas de infraestrutura, habitação, saúde e segurança pública.

Na área de saneamento básico, desde 2015 a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul)  já investiu R$ 11 milhões em recursos próprios, mas um dos grandes legados que o atual governo deixará para a cidade será a implantação da rede de esgoto em Rio Negro. Com investimentos de R$ 9,4 milhões do Avançar Cidades, o projeto de implantação do sistema de esgotamento sanitário, com a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), contará com rede coletora de 17,4 km, com ligações em 1.464 unidades domiciliares.

A coleta e tratamento de esgoto poderá atingir 100% da cidade, conforme afirma publicação no site da prefeitura. Além disso oferece mais qualidade de vida para a população da cidade, que possui 5.038 habitantes segundo o IBGE. A ação está em fase de licitação.

Para o governador Reinaldo Azambuja são ações fundamentais para o desenvolvimento do Estado. “Sabemos como as obras de infraestrutura urbana são importantes para os municípios e com certeza são uma forma de oferecer mais qualidade de vida para as pessoas”, destaca.

Entre os anos de 2015 a 2019 foram mais de R$ 14 milhões de recursos estaduais destinados a Rio Negro. Na área de infraestrutura foram feitas obras de drenagem e pavimentação na Rua Santos Dumont e adjacências. Já na área da habitação 53 famílias realizaram o sonho da casa própria.

Nesse tempo também foram executados serviços de manutenção e conservação de pontes e rodovias que não eram pavimentadas – entre elas a MS-419, MS-228, MS-427, MS-080; e foram fornecidos equipamentos e instalação de uma academia ao ar livre para que a população possa utilizar gratuitamente.

Mireli Obando – foto: Edemir Rodrigues

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here